__________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________ MUCABA ANGOLA C.CAÇ.2613: DE QUIBALA A MALELE

2015-02-17

DE QUIBALA A MALELE

   Do seu autor,  recebi como oferta um livro intitulado.  
"De Quibala a Malele ”, é um livro sobre  a guerra no Norte de Angola no período,  de 1966/67/68, na Companhia de Caçadores 1463,  mais ou menos, um ano depois, seria a nossa vez de embarcar, com o mesmo destino,  rumo ao desconhecido, com aquela sensação, de não saber o que nos ia esperar.
Com um preâmbulo, histórico-politico, resumido, mas bem arquitetado, o camarada Sérgio O. Sá, prepara o leitor para um relato, quase um diário, sobre a sua experiência na guerra colonial, muito semelhante aquela por que nós passamos na Companhia 2613, principalmente a minha, pois tal como eu, o Sérgio Sá era enfermeiro, enfrentou os mesmos desafios, as mesmas dúvidas, os mesmos medos, as mesmas responsabilidades de em determinadas situações, poder ter na mão a vida de camaradas, sem pensar na sua própria vida.


“ Angola
    Estava o ano de 1965 a chegar ao fim quando, por força das circunstâncias de então, aí fui parar.
    Deste-me do “ pão que o diabo amassou “. Nas tuas picadas, nas tuas matas, nas margens dos teus rios,  sob o sol escaldante na tua savana,  na humidade do teu cacimbo, nas molhas dos dias consecutivos sob a tua chuva, nas fraquezas que me apoquentaram, nas centenas de quilómetros que galguei a pé e nos milhares que percorri em viaturas, passando pelas terrinhas perdidas na imensidão do teu chão, onde gente branca e negra enfrentava a vida – e a morte – a seu modo. Uma sem a verdadeira noção da sua cidadania; outra sofrendo a cativante inocência do seu existir.
    Oh Angola! Eu sabia que não eras minha, que não eras nossa, ao contrário do que teimavam em afirmar. E não foi fácil o meu viver no tempo em que me tiveste.
     Mas porque me prendeste desta maneira? Que fascínio tinhas, e tens, para me deixares com esta pungente, mas saborosa, nostalgia quando penso ou falo de ti ?
     O autor  “

No final do seu livro Sérgio O. Sá, escreveu vários poemas também de sua autoria e também por ele musicados,  e cujas músicas estão publicadas no mesmo livro.
                                              
                                                               »»»»»»»»»»»»««««««««««««

Se alguém estiver interessado em adquirir este livro, deve contactar o autor através dos seguintes endereços:


Sérgio O. Sá
Trav. da Devesa, 71

4475-823  Maia

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home